Campus Gragoatá, Bloco F, Sala 519, Niterói, RJ sep@sep.org.br

 

 

ANAIS DO XXIV ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA POLÍTICA

Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória (ES) – 04 a 07/06/2019
Tema: O Brasil nas disputas geopolíticas e econômicas mundiais
Editora: Sociedade Brasileira de Economia Política

ISSN: 2177-8345

 

ÁREAS TEMÁTICAS

Área 1. Metodologia e história do pensamento econômico (CLIQUE PARA VER A LISTA DE ARTIGOS)
Área 2. História econômica e economia brasileira (CLIQUE PARA VER A LISTA DE ARTIGOS)
Área 3. Teoria do valor, capitalismo e socialismo (CLIQUE PARA VER A LISTA DE ARTIGOS)
Área 4. Estados nacionais e políticas sociais: a economia política do capitalismo contemporâneo (CLIQUE PARA VER A LISTA DE ARTIGOS)
Área 5. Dinheiro, finanças internacionais e crescimento (CLIQUE PARA VER A LISTA DE ARTIGOS)
Área 6. Agricultura, espaço e meio ambiente no desenvolvimento capitalista (CLIQUE PARA VER A LISTA DE ARTIGOS)
Área 7. Trabalho e sociedade (CLIQUE PARA VER A LISTA DE ARTIGOS)
Área 8. Acumulação, indústria e transformação tecnológica (CLIQUE PARA VER A LISTA DE ARTIGOS)


 

ÁREA 1. METODOLOGIA E HISTÓRIA DO PENSAMENTO ECONÔMICO
CLIQUE NO TÍTULO DOS ARTIGOS PARA ABRIR O PDF COM O TEXTO

I. ARTIGOS NAS SESSÕES ORDINÁRIAS

Mesa 1. Teoria do Conhecimento - I

1 Dominação abstrata: um ensaio sobre a teoria de Moishe Postone
Rodrigo Siqueira Rodriguez (UFF)

2 A mulher na economia política: a contribuição do método marxista para o estudo da economia feminista
Thaís Lima Fraga (UNICAMP); Ana Carolina Nicácio (UNICAMP)

3 Para uma constituição da categoria capital: comentários sobre as metamorfoses e os ciclos do capital no Livro II de O Capital de Marx
Edson Mendonça da Silva (UFF)

Mesa 2. Pensamento Econômico - I

1 Formação do pensamento brasileiro moderno sobre a Inflação: da segunda guerra mundial à crise cambial (1939 – 1947)
Patrick Fontaine Reis de Araujo (UFRJ)

2 Deterioração dos termos de troca e industrialização protegida: o pioneirismo de Simonsen neste debate no Brasil
Carlos Henrique Lopes Rodrigues (UFVJM); Vanessa Follmann Jurgenfeld (UFVJM)

3 La construcción teórica de la “reprimarización” en los debates recientes sobre el desarrollo latinoamericano. Notas críticas sobre el caso argentino
Iván Kitay (UNQ)

Mesa 11. Teoria do Conhecimento - II

1 Considerações sobre o método de Marx a partir da Ontologia de Lukács
João Leonardo Medeiros (UFF); Bianca Imbiriba Bonente (UFF)

2 A revolução a favor de ‘O Capital’: sobre desenvolvimento desigual em Marx
Flávio Ferreira de Miranda (UFRRJ)

3 A face pretensamente progressista da economia e notas sobre o tipo de crítica para ela requerida
Álvaro Martins Siqueira (UFF)

Mesa 21. Pensamento Econômico - III

1 O lugar das teorias: institucionalismo econômico e economia neoclássica na perspectiva do Realismo Crítico
Hélio Afonso de Aguilar Filho (UFRGS)

2 A hipótese de estagnação secular nas teorias do crescimento econômico: um labirinto de inconsistências teóricas
Vivian Garrido (UNICENTRO); Franklin Serrano (UFRJ)

3 Há um elefante na sala? Ordem capitalista e as escolas do pensamento econômico
Fabio Rafael Otheguy Fernandez (UFABC)

Mesa 22. Pensamento Econômico - II

1 O cavaleiro andante de destemido coração: Celso Furtado e a saudade do Futuro
Rogerio Naques Faleiros (UFES); Ednilson Silva Felipe (UFES); Daniel Sampaio (UFES)

2 Visões de Smith sobre a natureza e as causas da pobreza na Inglaterra
Fernando Sérgio de Toledo Fonseca (UFT); Ricardo Höher (UFSM)

3 A gênese da abordagem de estilos de desenvolvimento na América Latina
Fágner João Maia Medeiros (UNICAMP)

Mesa 31. Teoria do Conhecimento - III

1 A relação indivíduo-estrutura no institucionalismo original e na “dialética do concreto”
Octavio Augusto Camargo Conceição (UFRGS)

2 Evolução Institucional e dimensão cognitiva em Thorstein Veblen e Douglass North
Carolina Miranda Cavalcante (UFRJ)

3 Convergências e divergências entre Veblen e as modernas abordagens institucionalistas de Chang e North
Tales Rabelo Freitas (UFRGS)

Mesa 32. Pensamento Econômico - IV

1 Minsky beyond financial instability
Enzo Matono Gerioni (UNICAMP); Simone Silva de Deos (UNICAMP)

2 Leituras econômicas de Aristóteles
Mário Motta de Almeida Maximo (UFRRJ)

3 Economia política e economia nacional segundo Gustav Schmoller
Marcelo Soares Bandeira de Mello Filho (UFSJ); Matheus Dias Silveira (UFSJ)


II. ARTIGOS NAS SESSÕES DE COMUNICAÇÕES

Artigos na Mesa 1. Temas e Problemas em Teoria do Conhecimento e Pensamento Econômico

121. Valor e valor de uso em A Acumulação de capital de Rosa Luxemburgo
Gabriel Oliveira (UFF)

126. Estrutura e sujeito no materialismo histórico: um debate entre Louis Althusser e Edward Thompson
Julia Pantin da Silva (UNICAMP)

132. Na história do pensamento econômico: uma introdução ao pensamento de Kalecki à crise de 1929
Izamara Malaquias de Jesus (UFVJM)

138. As facetas de uma crise: seria o pesquisador um ator?
Adamário Almeida de Oliveira Dias (UFES)

Artigos na Mesa 2. Indústria e Tecnologia

124. Teoria da concorrência real: noção clássica-marxista da concorrência capitalista e a evidência empírica
Caio Eduardo Botelho Lacerda (UNIFESSPA)

135. Cadeias globais de valor e assimetrias de poder: uma avaliação a partir da divisão internacional do trabalho
Julia Pantin da Silva (UNICAMP)

Artigos na Mesa 4. História Econômica: temas e problemas

139. El pensamiento de Celso Furtado aplicado: las experiencias desarrollistas en Brasil y Perú
Fernando Henrique Damásio (UNILA)


 

ÁREA 2. HISTÓRIA ECONÔMICA E ECONOMIA BRASILEIRA
CLIQUE NO TÍTULO DOS ARTIGOS PARA ABRIR O PDF COM O TEXTO

I. ARTIGOS NAS SESSÕES ORDINÁRIAS

Mesa 3. Política fiscal e tributária

1 O imposto sobre grandes fortunas e a redução da pobreza no Brasil
Natassia Nascimento (UFRJ)

2 A revisão da teoria da tributação ótima e o projeto fiscal do novo governo
Róber Iturriet Avila (UFRGS); Mário Lúcio Pedrosa Gomes Martins (UFRGS); João Santos Conceição (UFRGS)

3 Política fiscal: do debate teórico à análise da realidade brasileira (2002-2018)
Christiane Senhorinha Soares Campos (UFS); Francyelle do Nascimento Santos (UFS)

Mesa 4. A economia brasileira e os ciclos da economia internacional: crescimento e crises

1 A primeira crise endógena brasileira e o movimento cíclico da economia mundial: novas evidências estatísticas
Lucas Milanez de Lima Almeida (UFPB); Antonio Carneiro de Almeida Júnior (UFPR)

2 O primeiro governo Lula (2003-2006): retomada do crescimento e bonança internacional
Victor Leonardo Figueiredo Carvalho de Araujo (UFF)

3 Crise econômica brasileira de 2014: uma análise heterodoxa
Linnit Pessoa (UFF)

Mesa 5. Desiguldade, distribuição de renda e conflito distributivo

1 Conflito distributivo e Inflação: uma análise do caso brasileiro entre 2011 e 2016
André Luis Campedelli (PUC-SP); Felipe Pinto da Silva (UFC)

2 Sectoral heterogeneity and wage inequality in Brazil: a kaleckian-inspired model
Clara Zanon Brenck (USP)

3 Distribuição de renda, crescimento econômico e mudança estrutural na tradição do estruturalismo latino-americano: uma sistematização em quatro momentos
Rodrigo Vergnhanini (UFRJ); André Martins Biancarelli (UNICAMP)

Mesa 6. Socialismo, planejamento e estratégias de desenvolvimento

1 Imperialismo, formação econômica russa e Revolução de 1917
Fábio Antonio de Campos (UNICAMP)

2 De Lênin a Stálin: a consolidação do planejamento econômico na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas
Pedro Henrique Evangelista Duarte (UFG); Felipe Miguel Savegnago Martins (UFU)

3 Proposições de estratégia e políticas de desenvolvimento alternativas para o Brasil no limiar do século XXI
Raphael Rodrigues de Oliveira (UFU)

Mesa 12. Debates sobre a escravidão

1 A portrait of urban slavery in Recife, Brazil (1827-1835).
Alexandre Flávio Silva Andrada (UNB)

2 Considerações críticas à teoria econômica da escravidão
Vitor Augusto Rocha Pompermayer (UNICAMP)

3 Modernização e dependência na crise da “segunda escravidão” no Brasil
Pedro Guimarães Pimentel (UERJ)

Mesa 14. Dívida pública no Brasil: União e Estados

1 Capital fictício e a intensificação das restrições fiscais à Economia Brasileira: 2011-2018
Neide César Vargas (UFES)

2 Analysis of Brazilian national treasury primary auctions in the 2000s: an MMT interpretation
Caroline Teixeira Jorge (UFRJ); Carlos Pinkusfeld Bastos (UFRJ)

3 O endividamento dos estados: a variável para a desconstrução dos entres federativos
Raphael Guilherme Araujo Torrezan (UNESP); Claudio Cesar de Paiva (UNESP)

Mesa 23. História Econômica do Brasil

1 Para além das reformas monetárias:  contribuições ao debate sobre a crise do Encilhamento
Lohana Monaco Bezerra (UFF); Fernando Augusto Mansor de Mattos (UFF)

2 Aspectos monetários do governo Dutra (1946-1951)
Luhan Reigoto (UFF); Fernando Augusto Mansor de Mattos (UFF); Luiz Fernando Cerqueira (UFF)

3 José Maria Whitaker, um banqueiro paulistano do café no governo central: a dialética do particular e do universal
Marcelo Milan (UFRGS)

Mesa 24. Discutindo os clássicos

1 Um teste de quebra estrutural para a hipótese furtadiana de deslocamento do centro dinâmico na indústria brasileira nos anos 1930
Leonardo Segura Moraes (UFRGS); Jonattan Rodriguez Castelli (UEMS)

2 Desenvolvimento econômico e identidade cultural na sociedade capitalista global - uma interpretação a partir da contribuição de Celso Furtado
Alex Hotz Moret (PUC-SP); Felipe Oliveira Vitoreli (FMU/SP)

3 As interpretações Caio Prado Jr. e Celso Furtado: a historiografia econômica brasileira em perspectiva
Sarah Regina Nascimento Pessoa (UFRGS)

Mesa 29. Crédito e política econômica no Brasil

1 Crédito consignado e crise no Brasil: uma via de mão dupla
Vinicius Costa Brandão (UFF)

2 Crédito pessoal no Brasil e a importância do emprego formal
Pedro Henrique Moreira Lima (UFRJ); Débora Pimentel (UFRJ); Carlos Pinkusfeld Bastos (UFRJ)

3 Nova matriz econômica e queda nas taxas de lucros: a política econômica e economia política entre 2011-2016
Luciana Souza (UNIFESP); Fernanda Silva Nascimento (UNIFESP)

Mesa 40. Estado Desenvolvimentista, bancos públicos e empresas estatais

1 A discricionariedade dos bancos públicos e das empresas estatais no âmbito do regime fiscal brasileiro (2000 a 2016)
Wander Marcondes Moreira Ulhôa (UFU)

2 O tipo de estado desenvolvimentista no Brasil: uma comparação entre perspectivas distintas
Vitor de Paula Motta Sanchez (UFRJ)

3 Institutions and development in historical perspective: the case of the Brazilian Development Bank
Alex Wilhans Antonio Palludeto (UNICAMP); Roberto Alexandre Zanchetta Borghi (UNICAMP)


II. ARTIGOS NAS SESSÕES DE COMUNICAÇÕES

Artigos na Mesa 3. Trabalho, sociedade, cultura e raça

130. Mito da democracia racial: três visões acerca da legitimação da desigualdade social no Brasil
Matheus Fernandes Franklin Avila (UFES)

133. O racismo e suas regularidades: uma visão da violência letal contra negros no Brasil
Emílio Campos Mendes (UNIFESSPA); Rithielly Lira Sousa (UNIFESSPA)

136. A moda no processo de modernização brasileiro: o caso da revista Vida Capichaba
Ana Carolina Ferreira Sperandio (UFES)

Artigos na Mesa 4. História Econômica: temas e problemas

122. A construção dos estados latino-americanos: evidências do contraste com a historiografia europeia
Kaline Gabrielle Campos Honorio da Silva (UNILA); Matheus Pedro de Carvalho (UEMC)

129. Tributação e desigualdade de rendimento e de patrimônio no Brasil: evidências nas declarações tributárias de pessoas físicas
João Santos Conceição (UNISINOS)

140. Mudanças na estrutura da demanda brasileira pela ótica das exportações nos setores primário e secundário (1995-2015)
Thiago Vieira Barbosa (UFMT)


 

ÁREA 3. TEORIA DO VALOR, CAPITALISMO E SOCIALISMO
CLIQUE NO TÍTULO DOS ARTIGOS PARA ABRIR O PDF COM O TEXTO

I. ARTIGOS NAS SESSÕES ORDINÁRIAS

Mesa 7. Dependência, desenvolvimento e economia política internacional

1 A dependência econômica na América Latina segundo a teoria marxista e mensurada por um índice
Diana Chaukat Chaib (UNIFAL); Debora Juliene Pereira Lima (UNIFAL)

2 Mercado mundial e transferências internacionais de valor no pensamento de Marini: notas preliminares
Jônatas da Silva Abreu Aarão (UFF)

3 Revisitando a categoria dinheiro em Marx: uma proposta teórica para a economia política internacional
Pedro Romero Marques (USP)

Mesa 16. Socialismo: experiências passadas e perspectivas futuras

1 Implicações econômicas da aliança operário-camponesa: a propriedade privada na URSS
Claus Magno Germer (UFPR)

2 Moradia e cuentapropismo na atualização do modelo socialista cubano
Aline Marcondes Miglioli (UNICAMP)

3 Em busca de um modo de produção de bens comuns: primeira aproximação
Dante Chiavareto Pezzin (UNICAMP)

Mesa 36. Dinheiro e mercado mundial

1 Dinheiro mundial, incontrolabilidade do capital e mercado mundial: retomando o argumento de Marx no Livro I de O capital
Ozias santos (UNESP); Leonardo de Magalhães Leite (UFF)

2 Valor, variação de preços relativos e inflação: um interpretação marxista
Giliad de Souza Silva (UNIFESSPA); Eduardo Augusto de Lima Maldonado Filho (UFRGS)

3 Movimento da taxa de lucro e mundialização do capital: uma abordagem marxiana da exportação do capital-mercadoria e do capital-produtivo na dinâmica da valorização imperfeita
Lucas Rodrigues (UNIVATES); Ronaldo Herrlein Junior (UFRGS)

Mesa 39. Valor, estranhamento e emancipação humana

1 Valor como forma de mediação social: interpretação de Marx a partir de Postone
Paulo Henrique Furtado de Araujo (UFF); Mário Duayer (UFF)

2 Fetichismo e reificação em O Capital
Ellen Lucy Tristão (UFVJM)

3 Capitalismo, autopoiese e a crise do capital: encruzilhada do político
Diogo de Oliveira da Silva (UFBA)


II. ARTIGOS NAS SESSÕES DE COMUNICAÇÕES

Artigos na Mesa 2. Indústria e Tecnologia

125. Teoria da concorrência real: notas introdutórias
Vitor da Silva Marinho (UNIFESSPA); Tamyres Pimenta Santos (UNIFESSPA)

Artigos na Mesa 3. Trabalho, sociedade, cultura e raça

127. Uma leitura teórica da dinâmica das crises do capitalismo dependente e os desdobramentos sobre a acumulação
Daniel Guzzo Moratti (UFES)

131. Direitos de propriedade intelectual: a (im)possibilidade de superação da sociedade do capital
Eloah Fassarella (UFES)


 

ÁREA 4. ESTADOS NACIONAIS E POLÍTICAS SOCIAIS: A ECONOMIA POLÍTICA DO CAPITALISMO CONTEMPORÂNEO
CLIQUE NO TÍTULO DOS ARTIGOS PARA ABRIR O PDF COM O TEXTO

I. ARTIGOS NAS SESSÕES ORDINÁRIAS

Mesa 8. Desenvolvimento e dependência na América Latina

1 Regime de cuidados no Brasil: uma análise à luz de três tipologias
Luana Passos de Souza (UFMG); Celia Lessa Kerstenetzky (UFRJ); Danielle Carusi Machado (UFF)

2 O desenvolvimento econômico da América Latina e seus principais problemas no século XXI: uma perspectiva feminista
Cristina Froes de Borja Reis (UFABC); Regimeire Oliveira Maciel (UFABC); Fernanda Graziella Cardoso (UFABC)

3 Dependência e mundo do trabalho na América Latina no séc. XXI: do alento desenvolvimentista ao novo fracasso liberal
José Celso Cardoso Jr (IPEA)

Mesa 9. Capitalismo “financeirizado” e política de saúde

1 Reformas dos sistemas de saúde na Alemanha, França e Reino Unido: características institucionais, agentes sociais e arranjos políticos
Mariana Ribeiro Jansen Ferreira (PUC-SP)

2 O estado e o capital e a crise da forma-direito na saúde brasileira
Áquilas Mendes (USP); Leonardo Carnut (UNIFESP)

3 “Economia da saúde” ou “economia política da saúde”? Em defesa de uma abordagem crítica marxista
Leonardo Carnut (UNIFESP); Jonas Sona de Miranda Pires (UNIFESP); Áquilas Mendes (USP)

Mesa 18. O Estado brasileiro na relação trabalho e capital

1 A economia política do fundo de amparo ao trabalhador (FAT): uma análise de seu desempenho recente (2005-20017)
Sandro Pereira Silva (IPEA)

2 A carga tributária brasileira é alta? Uma análise em foco e em perspectiva comparada
David Deccache (UNB); Lucas Di Candia Ramundo (UFF)

3 A economia política da política de inovação brasileira (1995-2012)
Jonattan Rodriguez Castelli (UEMS)

Mesa 25. Imperialismo na contemporaneidade

1 Imperialismo hoje: capital transnacional na estrutura da economia brasileira
Rubens Rogério Sawaya (PUC-SP); Mariel Schwartz (FMU)

2 Da vitória à crise: uma análise das políticas econômicas do governo Macri (2015-2019)
Alexandre Freitas (UFRRJ); Eduardo Crespo (UFRJ)

3 Estados e acumulação financeira na periferia do capitalismo: um exame descolonizado sobre a América Latina nas últimas três décadas
Giordanno Nader (UFF)

Mesa 37. Capitalismo “financeirizado” e a política de educação no Brasil

1 Do estado ao mercado: as diferentes visões e interesses sobre o FIES
Vanuzia Pereira da SIlva (PUC-SP)

2 Financeirização na educação superior privada: uma análise do fenômeno nos governos Lula e Dilma
Lucas Bressan de Andrade (UFRJ)

3 A agenda do Banco Mundial e seus efeitos no ensino superior do Brasil: mercantilização e financeirização
Luciana Souza (UNIFESP); Juliana Reksua Rosa (UNIFESP)


 

 

ÁREA 5. DINHEIRO, FINANÇAS INTERNACIONAIS E CRESCIMENTO
CLIQUE NO TÍTULO DOS ARTIGOS PARA ABRIR O PDF COM O TEXTO

I. ARTIGOS NAS SESSÕES ORDINÁRIAS

Mesa 13. Crise financeira global, transformações no sistema monetário internacional e regulação financeira

1 Lei Dodd-Frank: retrocessos dez anos após a crise
Maria Lívia Reis (UFRJ); André de Melo Modenesi (UFRJ)

2 Regulação bancária: uma análise de sua dinâmica por ocasião dos dez anos da crise financeira global
Ana Rosa Ribeiro de Mendonça (UNICAMP); Simone Silva de Deos (UNICAMP)

3 Sistema monetário internacional em transformação: a internacionalização do renminbi
Cinthia Rodrigues de Oliveira (UFF); Paulo van Noije (UNICAMP)

Mesa 15. Juros, inflação e conflito distributivo

1 The effect of expectations on the Brazilian benchmark interest rate
Fábio Henrique Bittes Terra (UFABC); Cleomar Gomes da Silva (UFU)

2 Salário real e conflito distributivo na economia brasileira de 2000 a 2014
Leandro Gomes da Silva (UFRRJ); Fábio Freitas (UFRJ)

3 Notas críticas sobre o papel do dinheiro no debate marxista da inflação
Renan Araujo (UNICAMP)

Mesa 27. Desigualdade, crescimento e a busca por valorização

1 Decomposition of intensive aggregate demand and regional inequality in Latin America
Evanio Mascarenhas Paulo (PUC-RS); Osmar Tomaz de Sousa (PUC-RS)

2 Belt and road Initiative: a Chinese Marshall Plan?
Bruno De Conti (UNICAMP); Marina Sequetto Pereira (UNICAMP); Daniela Magalhães Prates (UNICAMP)

3 Impactos da financeirização no investimento produtivo e na fragilidade das empresas brasileiras não-financeiras de capital aberto: 2010-2016
Isabella Oliveira Martins (UNIFAL-MG); Bernardo Paduá Jardim de Miranda (UNIFAL-MG)

Mesa 28. Capital fictício, lucros fictícios e a contratendência à queda da taxa de lucro

1 Fictitious capital: revisiting a controversial category
Pedro Rossi (UNICAMP); Alex Wilhans Antonio Palludeto (UNICAMP)

2 Financeirização: precisões e expansões do capital fictício e sua lógica
Julia Bustamante Silva (UFRJ)

3 Dialética que brota dos números - tendência e contratendência à queda na taxa de lucro na cointegração de séries temporais
Leonardo Guimarães (IFSP)

Mesa 38. Moedas periféricas e determinação da taxa de câmbio

1 Expectations and exchange rate in a Keynes-Harvey model: an analysis of the Brazilian case over 2002-2017 using ARDL
Leandro Vieira (UFRS); Fábio Henrique Bittes Terra (UFABC)

2 Revisando a teoria moderna do dinheiro e suas Implicações para países emergentes
Caio Vinicius Fernandes Vilella (UFRJ)

3 Estabilizando a taxa de câmbio em patamares competitivos: propostas para conter a volatilidade cambial de uma moeda periférica
Guilherme Santos Mello (UNICAMP); Pedro Rossi (UNICAMP); Bruno De Conti (UNICAMP)


 

ÁREA 6. AGRICULTURA, ESPAÇO E MEIO AMBIENTE NO DESENVOLVIMENTO CAPITALISTA
CLIQUE NO TÍTULO DOS ARTIGOS PARA ABRIR O PDF COM O TEXTO

I. ARTIGOS NAS SESSÕES ORDINÁRIAS

Mesa 17. Espaço, cidade e meio ambiente

1 O processo de urbanização alagoana: os motivos do movimento tardio (1933-1988)
Guilherme Carneiro Leão de Albuquerque Lopes (UNICAMP)

2 Tecnologia da informação, instiuições e desenvolviento local: o caso do Porto Digital-Recife
Tafarel Medeiros de Moreira (UFPE); João Policarpo Rodrigues Lima (UFPE); Ana Monteiro Costa (UFPE); Maria Fernanda Freire Gatto Padilha (UFPE)

3 Segurança alimentar e nutricional: uma análise da disponibilidade e qualidade do alimento no Brasil
Jaqueline Oliveira (UFBA); Daniel Alem (UFBA); Érica Imbirussu (UFRGS)

Mesa 30. Amazônia e Agricultura

1 As regiões agrícolas na teoria do desenvolvimento desigual no espaço nacional
Fernando Campos Mesquita (UNICAMP)

2 Empresas transnacionais, territorialidade e impactos ambientais na região amazônica oriental brasileira
José Raimundo Barreto Trindade (UFPA); Paul Cooney (UNGS)

3 Apropriação de recursos naturais na amazônia: dependência, espoliação e saque
Gilberto de Souza Marques (UFPA); Indira Cavalcante da Rocha Marques (UFPA); Fernando Alves Araújo (UFPA)

Mesa 33. Meio Ambiente e Capitalismo

1 Mudanças climáticas e a tarefa do campo crítico: pelo abandono do voluntarismo geológico
Eduardo Sá Barreto (UFF)

2 Análise das emissões acumuladas de gases de efeito estufa  de países e corporações carbon majors: uma discussão sobre (in)justiça climática  à luz da economia política internacional das mudanças climáticas
Guilherme Nascimento Gomes (UNICAMP); Rosana Icassatti Corazza (UNICAMP)

3 Reflexões ao estudo da América Latina no contexto da crise ambiental: uma crítica interdisciplinar da aceleração capitalista
Daniel Jeziorny (UFBA)


II. ARTIGOS NAS SESSÕES DE COMUNICAÇÕES

Artigos na Mesa 4. História Econômica: temas e problemas

137. Estructura Agropecuaria y Desarrollo Económico: la trayectoria de Argentina y Australia em perspectiva comparada
Raime Rolando Rodríguez Díaz (UNILA); Carlos Alberto Ramos Torres (UNILA)


 

 

ÁREA 7. TRABALHO E SOCIEDADE
CLIQUE NO TÍTULO DOS ARTIGOS PARA ABRIR O PDF COM O TEXTO

I. ARTIGOS NAS SESSÕES ORDINÁRIAS

Mesa 19. Precarização e marginalização das relações sociais

1 Teto de vidro, piso pegajoso e desigualdade de gênero no mercado de trabalho brasileiro à luz da economia feminista: por que as iniquidades persistem?
Brena Paula Magno Fernandez (UFSC)

2 A precarização das relações de trabalho e a inserção laboral dos jovens no tráfico de droga
Giovane Antonio Scherer (PUC-RS); Cíntia Florence (PUC-RS); Camila Bassoa dos Santos (PUC-RS); Letícia Chimini (PUC-RS)

3 Educação superior brasileira no início do século XXI: inclusão interrompida?
Ana Luíza Matos de Oliveira (UNICAMP); Marcio Pochmann (UNICAMP)

Mesa 26. Novas tendências nas relações de trabalho

1 A economia compartilhada e a modernidade do trabalho precário: a empresa Uber e as principais características da uberização
Renato Lima dos Anjos (UNICAMP); Ludmila Costhek Abílio (UNICAMP)

2 A reinvenção da força de trabalho sob a condição da autonomia e da precariedade em tempos de crise
Rejane Gomes Carvalho (UFPB)

3 Uma reestruturação ecológica: a ecologia política de André Gorz
Augusto Maganha Barbosa (UNICAMP); Paulo Sérgio Fracalanza (UNICAMP)

Mesa 34. Financeirização e flexibilização das relações trabalhistas

1 Os novos keynesianos e o mercado de trabalho: uma abordagem crítica
Erick Ohanesian Polli (UNIFESP)

2 Globalização, mercado de trabalho e distribuição funcional da renda na Colômbia
Manuel Felipe Martinez Mantilla (UNICAMP)

3 Consequências da financeirização para os trabalhadores
Pietro Rodrigo Borsari (UNICAMP); Marcelo Weishaupt Proni (UNICAMP)

Mesa 35. Crise do capital e reestruturação produtiva

1 Quem paga o vale-transporte? Um benefício bastante salarial
André Martins Costa Aranha (UFRJ)

2 Panorama do mercado de trabalho brasileiro entre 2012 e 2018
Lauro Mattei (UFSC); Vicente Loeblein Heinen (UFSC)

3 Crise do capital e os impactos da reestruturação produtiva na produção de calçados - região do Vale dos Sinos/RS
Haidee de Caez Pedroso Rodrigues (UFF)


II. ARTIGOS NAS SESSÕES DE COMUNICAÇÕES

Artigos na Mesa 3. Trabalho, sociedade, cultura e raça

128. O papel das mulheres no processo de desenvolvimento do Grande ABC: existiria uma feminização da pobreza na região?
Bruna Honda Vargas (UFABC)

134. Experiências econômicas solidárias em Governador Valadares: Uma breve análise do perfil das associações e seus integrantes
Ana Letícia Pastore Trindade (UFJF)


 

 
ÁREA 8. ACUMULAÇÃO, INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO TECNOLÓGICA

CLIQUE NO TÍTULO DOS ARTIGOS PARA ABRIR O PDF COM O TEXTO

I. ARTIGOS NAS SESSÕES ORDINÁRIAS

Mesa 10. Acumulação de capital e transformação tecnológica

1 Transição energética e o mundo em desenvolvimento: o debate da transição tecno-institucional verde e a periferia
Mariana Reis Maria (UNICAMP); Paulo Sérgio Fracalanza (UNICAMP)

2 Política industrial no contexto de cadeias globais de valor: uma breve análise do caso da China
Giselle Caroline Marques Ferraz (UNICAMP); Antonio Carlos Diegues (UNICAMP)

3 Fragilidade tecnológica: a economia política da indústria de semicondutores e o recente desenvolvimento limitado da República Popular da China
Ben Lian Deng (UFRJ); Ben Shen Deng (NTUST)

Mesa 20. Transformação tecnológica e acumulação de capital

1 O padrão de desenvolvimento industrial e tecnológico no sudeste brasileiro entre 1996 e 2015
Raphael de Oliveira Silva (UFBA)

2 Estrutura de investimentos e mudança estrutural: configuração recente e implicações da dinâmica setorial do investimento brasileiro
Antônio Paulo da Silva Mesquita Junior (UFU); Niemeyer Almeida Filho (UFU)

3 Bases y desenvolvimiento del modo de acumulación en la Argentina reciente
Sebastián Pedro Salvia (UNQ)


II. ARTIGOS NAS SESSÕES DE COMUNICAÇÕES

Artigos na Mesa 2. Indústria e Tecnologia

123. A inteligência artificial como força disruptiva: uma análise microeconômica do impacto das revoluções tecnológicas na economia global
Eduarda Moura Pereira (UFMG); Vitor Salomão Mourão (UFMG); Isabella Siqueira Maia (UFMG); Ricardo Andres Sampaio Vargas (UFMG)

 

A XXIII edição do Encontro Nacional de Economia Política aceitará submissões para Artigos, pôsteres e comunicações.
PARA SUBMETER SEU TRABALHO, ACESSE: 

SUBMISSÃO ENCERRADA


Antes de submeter seu trabalho, leia com atenção as instruções abaixo.

1º PASSO. Acesse o sistema de inscrições do evento (SUBMISSÃO ENCERRADA) e faça seu cadastramento;

2º PASSO. Pague a taxa de submissão na categoria correspondente.

3º PASSO. Submeta seu trabalho. A submissão não é impedida caso a taxa de submissão não tenha sido paga. Mas a submissão só será efetivamente validada caso a taxa seja paga até o limite do prazo de submissões.

 


Formatação do artigo (sessões ordinárias e de comunicações) e pôster


ARTIGO (sessões ordinárias e sessões de comunicações)

Fonte Times New Roman 12, espaçamento 1,5, tamanho máximo de 25 páginas (incluindo gráficos, tabelas e bibliografia), em formato PDF (não serão aceitos artigos em formato DOC, DOCX, RTF, ZIP ou qualquer outro formato que não seja PDF), e com margens de 2 cm. Devem ser submetidas duas versões do trabalho, uma com identificação, outra sem.

PÔSTER

Recomenda-se a seguinte formatação para os pôsteres: corpo de texto em Fonte Times New Roman 12, espaçamento simples, justificado, tamanho máximo de 01 página, em formato PDF (não serão aceitos pôsteres em formato DOC, DOCX, RTF, ZIP ou qualquer outro formato que não seja PDF), e com margens de 2 cm. Recomenda-se a seguinte estrutura: título, introdução/objetivo(s), desenvolvimento, conclusões e as principais referências bibliográficas utilizadas. A versão com identificação deverá conter, abaixo do título: nome do autor e filiação institucional. O título deve estar em negrito e Fonte Times New Roman 14, os títulos das seções deverão estar em negrito, ambos em alinhamento justificado.


Os textos não devem conter quaisquer referências que possam identificar o autor. Ao enviar o artigo ou pôster, o autor declara estar ciente das regras de submissão e de seleção pelas comissões científicas. Qualquer descumprimento das regras deste edital ou da boa prática acadêmica implicará na recusa imediata do artigo ou pôster submetido.

 

 

Taxas de submissão


Comunicação e/ou Pôster: exclusivo para estudantes de graduação: Isentos

ATENÇÃO: DURANTE O PROCESSO DE INSCRIÇÃO, O SISTEMA COBRARÁ UMA TAXA DE R$1,00. PARA ISENTAR-SE DO PAGAMENTO, PROCURE O LINK CUPONS DE DESCONTO NO MENU DE INSCRIÇÃO E INFORME O CÓDIGO “ESTUDANTE”. 

Artigo para sessões ordinárias: Sócios em dia com a anuidade: R$ 80,00 por artigo

Artigo para sessões ordinárias: Não sócios e sócios com débitos de anuidade: R$ 160,00 por artigo

Artigos com mais de um autor, basta apenas que um dos autores faça a submissão on-line, inserindo todos os nomes dos autores com instituição.

Cada autor pode submeter, no máximo, dois artigos, sejam eles em coautoria ou não, em qualquer das subáreas. Cada trabalho pode ter, no máximo, quatro autores.

É importante ressaltar que o pagamento das taxas de submissão não dará direito à participação no Encontro – mesmo que o trabalho seja aprovado. Tal taxa refere-se apenas ao processo de seleção dos trabalhos.

Para a inscrição no Encontro todos deverão seguir os procedimentos a serem informados no link inscrições.

Artigos cujos boletos de inscrição não tenham sido devidamente pagos serão prontamente eliminados das listas de avaliação das Comissões Científicas.

Registra-se que, em hipótese alguma, haverá devolução das taxas de submissão.

Aprovação dos trabalhos submetidos


A lista completa dos artigos e pôsteres aprovados será divulgada com, pelo menos, um mês de antecedência do início do Encontro, sendo que nesta data serão enviadas cartas de aceite aos autores dos artigos e pôsteres selecionados.

Apoio da SEP aos autores com trabalhos selecionados

A depender da disponibilidade orçamentária, a SEP pagará as despesas de hospedagem (em quarto duplo) correspondendo a duas diárias apenas a um dos autores que tiver artigo selecionado nas sessões ordinárias, se for sócio da SEP, e tiver realizado inscrição no Encontro. Ressalta-se que este procedimento não será adotado para os participantes que recebem diárias das instituições de origem.No caso das Sessões de Comunicações e Pôsteres, todas as despesas ficarão por conta dos autores. A Comissão Local está organizando formas de hospedagem solidária e/ou espaço para a hospedagem dos discentes. Mais informações serão disponibilizadas no site até um mês antes do encontro. As despesas de deslocamento até o local do evento são de responsabilidade exclusiva dos autores para todas as modalidades.

Apresentação dos Trabalhos

Os trabalhos serão apresentados de três maneiras distintas: em Sessões Ordinárias, em Sessões de Comunicações e como Pôsteres, cada qual com um processo de submissão distinto. A escolha é feita pelo autor ao longo do processo de submissão on-line.

Tanto as Sessões Ordinárias como as de Comunicações formarão mesas ao longo da programação do Encontro.

A diferença reside no tempo disponível para a apresentação de cada artigo, que no caso das Comunicações será um pouco menor, além de exclusivas para estudantes de graduação.

Os Pôsteres serão expostos em espaço próprio, em horários pré-definidos, no decorrer do Encontro. A impressão dos pôsteres ficará sob a responsabilidade dos autores. Outras informações serão divulgadas posteriormente.

 

. As inscrições para o XXV Encontro Nacional de Economia Política serão abertas apenas em 2020.
. Datas e Locais

 

 

Footer Logo

Contato
 
Universidade Federal Fluminense - Campus do Gragoatá
Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis, s/n
BLOCO F - sala 519
Cep.: 24.210-201